quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Vem! Vem! Vem!


Eu nunca fui vítima das minhas próprias loucuras. Nunca pratiquei nenhum ato que fosse fruto da minha própria irresponsabilidade. Desta vez eu sou a senhorita loucura, o desejo de tentar e a coragem para me permitir errar. Sou, na verdade, total esperança.


Eu nunca tive tanto medo de errar como agora, talvez porque nunca tivesse tido antes essa tamanha vontade de tentar.


domingo, 5 de dezembro de 2010

Simplicidade


“Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.”


Clarice Lispector




segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Contando as horas e... Ninguém me vê!

Lágrimas e chuva

Kid Abelha

Composição: Leoni / Bruno Fortunato / George Israel


Eu perco o sono e choro

Sei que quase desespero

Mas não sei por quê

A noite é muito longa,

Eu sou capaz de certas coisas

Que eu não quis fazer.

Será que alguma coisa,

Nisso tudo, faz sentido?

A vida é sempre um risco,

Eu tenho medo.

Lágrimas e chuva

Molham o vidro da janela

Mas ninguém me vê

O mundo é muito injusto

Eu dou plantão nos meus problemas

Que eu quero esquecer

Será que existe alguém

Ou algum motivo importante

Que justifique a vida

Ou pelo menos este instante

Eu vou contando as horas

E fico ouvindo passos

Quem sabe o fim da história

De mil e uma noites

De suspense no meu quarto(1x)

Eu perco o sono e choro

Sei que quase desespero

Mas não sei por quê

(Não sei por quê)

A noite é muito longa

Eu sou capaz de certas coisas

Que eu não quis fazer

Quis fazer

Será que existe alguém no mundo?

Eu vou contando as horas

E fico ouvindo passos

Quem sabe o fim da história

De mil e uma noites de suspense no meu quarto

No meu quarto...


terça-feira, 2 de novembro de 2010

Força!


"Força, Luana. Força!" - digo a mim mesma.



À amiga Karine, obrigada por existir e por ser, sem esforço algum, fonte de força. Por me acalmar e me fazer ver a vida com olhos positivos novamente. Não é sempre que funciona, mas com ela... Geralmente sim.





"A vida é maravilhosa, mesmo quando dolorida.


Eu gostaria que na correria da época atual a gente pudesse se permitir, criar,


uma pequena ilha de contemplação, de autocontemplação,


de onde se pudesse ver melhor todas as coisas:


com mais generosidade, mais otimismo, mais respeito, mais silêncio, mais prazer.


Mais senso da própria dignidade, não importando idade, dinheiro, cor, posição, crença.


Não importando nada."



Lya Luft


segunda-feira, 1 de novembro de 2010

The Black Prince


"People who model their experiences on works that they admire are all too likely to be egocentric
lovers, seeking to cast the beloved into a scenario dreamed up inside their own fantasy."


The Black Prince introduction, by Martha C. Nussbaum.


domingo, 31 de outubro de 2010

Das Vantagens de Ser Bobo - Clarice Lispector

Por natureza:
Brasileira,
Mineira,
Atleticana,
Pensadora,
Esperta.
Por opção:
Apaixonada,
Dedicada,
E bem boba!

domingo, 24 de outubro de 2010

Árvores



Plantei as árvores.


Escreverei os livros.


Os filhos?


Não sei se os terei.




Existem muitas outras coisas que eu gostaria de fazer. E as farei! São tantas... Prefiro deixar que imaginem.




"... o sonho mais perfeito pode se realizar!"


segunda-feira, 11 de outubro de 2010

FELIZ aniversário!


Algumas pessoas se assustam com o tanto que eu gosto do meu aniversário. O dia 5 foi lindo. Antes que ele chegasse de fato eu já havia recebido um e-mail super singelo me desejando um bom dia. Às nove horas da noite já era dia 5 na Escócia. No e-mail Rod disse algo do tipo "feliz aniversário para você da Escócia onde faz um dia frio e feio". Sei o quanto ele desejou estar no Brasil nesta data, no entanto vivia uma semana de trabalho árduo e pouco pôde me dar atenção. Ainda assim deu.


De madrugada uma mensagem inesperada de quem geralmente lê mensagens no celular dias depois (quando lê!). Para a Cris ter lembrado de me escrever eu devo mesmo ser importante para ela. Eu não disse que o dia 5 é especial?


De manhã recebi mais e-mails especiais. Desta vez de pessoas que eu sequer imaginei que fossem se lembrar de mim. bom... Eu sei que eles sempre se lembram. Na escola onde faço o estágio há pouco tempo recebi muitos abraços. Que bom!

De lá direto para minha casa. Um abração da tia Regina que já tinha me dado presente. Comprou e escondeu a revista para que eu não fizesse o mesmo pedido. Danada! Ela me levou para almoçar depois de me mostrar um outro presente. Flores! Desculpe-me Cris, mas me atrevo a dizer que gostei mais do seu cartão. Não... Acho que não existe nada mais significativo do que o amor, mas as palavras.... Como me tocam as palavras! Adorei as flores. Elas são lindas, não têm cheiro de morte e têm cores suaves, discretas. Obrigada.


Banho. Telefonemas e mensagens vindas de todos os lugares ( aí mais uma grande vantagem de se estar sempre conectada), abraços, beijos, expectativas...


No caminho da minha casa ao trabalho, como de costume nos momentos de muita felicidade, eu fiquei esperando que algo de ruim acontecesse a qualquer momento. Nada aconteceu! Quando cheguei ao TFLA Castelo mais abraços, sorrisos e uma grande surpresa. Balões coloridos enfeitando a sala dos professores e um ballon card que foi, sem dúvida, um dos meus presentes favoritos.


Uma piranha de cabelo preta, um porta retrato já com uma foto super linda minha, chocolates (muitos!), um Corneto, o prazer de que todos tirassem fotos comigo, festinha surpresa preparada pela turma de Smart Choice com direito a chocolate cake, 23 candles, Coke, coxinha e um super-poster para a July. É claro que a festa virou aula!


Abraços, abraços e mais abraços...


Na Faculdade, um "parabéns para você" antes de começarmos a prova sobre estilística. Naquela euforia toda é claro que eu não tive uma nota muito boa. Justo. Mas nem a nota da prova tira a minha alegria em outubro.


A comemoração no Gadão foi linda. Faltou muita gente, mas... Fiquei muito satisfeita com quem foi me ver:


Paula, Daniel e Ana Luíza que não queria largar o meu presente de tão gostoso que ele é - bombons! Obrigada por terem ido. Vocês são mesmo parte da minha família.

Elvis, ainda que só de corpo presente. Obrigada pelo dia lindo que desejou que eu tivesse. Eu tive. Amo você.


Amiga Karine e o lindo presente. "Para que você não se esqueça de mim quando estiver na Escócia. Quero estar sempre presente." Como se fosse possível eu me esquecer. Do carinho com que me deu aquele relicário e do carinho que sinto por você jamais me esquecerei. O colar e os brincos são lindos. Obrigada, amiga. Você é um anjo.


Doris e a caixa de pandora que ela tem me ajudado a abrir. Ela é cor de rosa! Cor de dama. Obrigada por me fazer ter vontade de descobrir tantas coisas especiais. Você merece um post especial.


Natalie e Scott que são ótimos companheiros e me fizeram acreditar que estou perdoada por ter falhado na última vez que combinamos de sair.

Cris, mais uma vez, para que não fique dúvidas do quanto sou especial :)

Jacó, Michel e Elaine, é como eu sempre digo "se o acaso existe...". Obrigada pelos abraços.

Fim de dia. De volta em meu lar um abração do meu irmão e um presente que me fez ter a certeza de que ele sempre dá importância ao que falo, por mais quieto que seja e por mais que parece que ele não está nem aí. Amo você irmão!


O que mais? Boas energias chegando de todos os lugares, orações especiais que eu sei que recebi e uma ótima noite de sono.


Obrigada por tudo. Até ano que vem.


quarta-feira, 6 de outubro de 2010

My birthday is over :(

My smile is not :)






Obrigada a todos que me fizeram sorrir hoje.
Foi um dia muito feliz!

Amo todos você.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

September is over!


September is over. Here I am again.


Eu não gosto muito de setembro. Acho que sofro de Tensão Pré Aniversário - TPA. Ou talvez seja só o fato de eu gostar muito de outubro que faça de setembro um mês tenso.


Em especial este setembro me deu muitos motivos para que eu ficasse apreensiva. Eram respostas que eu esperava e não ouvia, eram coisas que eu esperava que acontecessem e não aconteceram, eram coisas que eu não queria que acontecessem e aconteceram mesmo assim, eram novas boas experiências e era também vontade. Muita vontade!


O choro passou. O cansaço até que diminuiu. A vida se reorganizou. A barriga desinchou. As ideia continuam brotando, as perguntas continuam sendo feitas e as respostas continuam por aí. Mas setembro is over.


Outubro é o mês do meu aniversário e, para mim, esta data já indica o fim do ano. Quando chega outubro celebramos o meu aniversário, logo depois há um feriado delicioso, dia dos professores, aniversário do meu irmão e já chegou novembro com outros dois feriados sensacionais. Daí ninguém tem mais dúvida de que o ano se acabou, né?!


Eu sou apaixonada por aniversários! Pelo meu em especial, é claro! Não só por ganhar presentes, cartas, cartões, desenhos, beijos, abraços, orações... Gosto de receber atenção, gosto de carinho. Além de tudo isso, gosto da sensação de final de etapa cumprida que eu sinto a cada outubro. Em partes porque já sinto o final do ano se aproximando, mas fato é que eu literalmente encerro e começo uma nova etapa a cada outubro. Eu me renovo. Não é muito difícil perceber as mudanças.


Eu era 22 e agora sou 23.


E por falar em mudança... As mudanças de férias são em geral físicas. Mudo as roupas, o cabelo, a dieta, a bolsa... As mudanças de reveillon são bem amplas, mas em geral são estruturais. São metas a cumprir. As mudanças de outubro, das quais quero falar agora, estas sim são extremamente egoístas. São emocionais, espirituais... são de Luana. São só minhas. Mudanças minhas para mim mesma e comigo mesma. É quando eu avalio se valeu a pena ter planejado tanto no ultimo dia de dezembro. Se valeu a pena ter me apaixonado, ter brigado com Deus, ter comido menos, ter encurtado a saia, alongado o salto... Se valeu a pena ter lido o que li, escutado o que escutei, falado o que falei, pensado o que pensei, sentido o que senti. É isso! É um período para sentir.


Eu sinto. É isso o que eu faço em outubro. Eu me sinto. Muito e intensamente para que eu consiga me entender, encontrar erros, buscar melhoras e encerrar um ciclo.


Ardil 22! Quanta coisa eu vivi nesse ano!


Para quem esteve por perto de verdade sabe que eu não estou exagerando. Setembro e 22 acabaram. Nem tudo foi perfeito (você vai entender melhor com observar a próxima postagem – em breve!). Mas o que importa agora é que outubro chegou e eu estou, mais uma vez, de parabéns!


sábado, 28 de agosto de 2010

Estudando Estilística Léxica | Teadoro, Teodora.


Quando não é questão de carência é querência, mas pode ser também precisância. Desde que a culpada não seja eu, pode ser qualquer coisa! Podem eles dar o nome que for porque eu, euzinha continuo inventando as minhas palavras:


Beijo pouco, falo menos ainda

Mas invento palavras

que traduzem a ternura funda

E mais cotidiana

Invento, por exemplo, o verbo Teadorar

intransitivo;

Teadoro, Teodora.


Manuel Bandeira



segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Dodoi.

Dodoi!

Muito...

Luana tá dodoi!

Febre doi.

Cabeça doi.

Garganta doi...

Luana não trabalha nem vai a escolinha.

Luana só doi.

Hoje só doi.

domingo, 15 de agosto de 2010

Anniversary!

From a complication with a complicated man

Through pain

To my best friend's advice

With my lovely brother driving me home

On the day of my dad's birthday...


This is when he came to me.


It can't be only dumb luck or simply coincidence!


I don't doubt anymore...


EVERYTHING IS CONNECTED!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Soneto à Lua

Enfim tipo tempo para ler o meu presente do aniversário passado. Um livro de sonetos do Vinicius de Moraes que minha querida amiga Cris me deu com uma daquelas dedicatórias ligeiras e sinceramente profundas.

O livro é lindo! Marquei várias coisas, senti muitas outras, tive boas lembranças e ótimos planos. Soneto à Lua me parece especial e me veio mesmo como um presente.

Obrigada, Cris. Como sempre, você é linda! Amo você!


Meus olhos leram, meu coração sentiu e meus ouvidos desejaram um dia ouvir.


Por que tens, por que tens olhos escuros

E mãos lânguidas, loucas e sem fim

Quem és, que és tu, não eu, e estás em mim

Impuro, como o bem que está nos puros?


Que paixão fez-te os lábios tão maduros

Num rosto como o teu criança assim

Quem te criou tão boa para o ruim

E tão fatal para os meus versos duros?


Fugaz, com que direito tens-me presa

A alma que por ti soluça nua

E não és Tatiana e nem Teresa:


E és tão pouco a mulher que anda na rua

Vagabunda, patética, indefesa

Ó minha branca e pequenina Lua!

Vinicius de Moraes.

Rio, 1938

sábado, 22 de maio de 2010

There is always a possibility. Keep it!

“I have definitely stopped. I have been avoinding glances and particular talks. Avoiding my own perverted thoughts. Hope you don't mind. We need someone to love, don't we?

I just wanted to thank you. And I'd like you to know that I know things could change if there is something more confortable to feel - for you and for me. I know! I'm a bit self-seeking and I belive all kinds of relationships are - especially love.

I wish, I do wish we could keep it. If it's not all fantasy of mine, if it really exists, I wish and I hope we can keep it. Keep as something simple and small. Something that would make me think of you and feel it as if you were mine or, at least, as if you were with me. Forever. Ever.

I need (maybe I just want) something to help my imagination because it tells me there is always a possibility.”

sábado, 24 de abril de 2010

Quero que saibam:


Quem sou eu: Bicho de sete cabeças.


Idade: 22.


Aniversário: 05 de outubro – geralmente o dia mais feliz do ano.


De onde: Belo Horizonte – Brasil.

<>

Relacionamento: apaixonada. E nada mais...


Paixões: Agora? A Escócia me encanta.


Esportes: Agora? Eu nado. Também ando lá na orla da Pampulha. Mas sem certa frequência, devo confessar.


Atividades: Agora? TFLA Caiçara, natação, banho, almoço, e-mails, TFLA Castelo, Faculdade. I also study English. Sou ainda dona de casa: arrumações uma vez por semana, lavo roupa e tento ser o mais organizada possível o resto do tempo. Não tem funcionado.


Livros: Agora? “A Elegância do Ouriço”, mas ainda me pego pensando no Edward a cada “Bellisse” minha. Na verdade eu sempre estou lendo mil coisas e nenhuma delas direito. O que é uma pena. Isso me irrita.


Música: Agora? As que ele me manda e a trilha sonora dos teatros TFLA 2010.


Programas de TV: Não... Eu sinto que vou ter que me acostumar com o tal Dr. Who.


Filmes: Agora? Ontem mesmo assisti “Lua Nova” pela terceira vez. Mais tarde devo assistir “O morro dos ventos uivantes”. Verdade é que ainda sem muito propósito eu tenho me interessado cada vez mais por filmes.


Cozinha: Adoro cozinhar quando não tem ninguém por perto. Gosto de fazer as coisas do meu jeito. Pelo menos na cozinha eu não sou insegura, mas ainda faço tudo só pensando em agradar. Gosto de carnes, massas, salgados e azedos. Ah! Líquidos também, claro!


Isso é uma adaptadação do meu perfil no Orkut.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Someday We'll Know


Someday We'll Know


Ninety miles outside Chicago

Can’t stop driving I don’t know why

So many questions, I need an answer

Two years later you're still on my mind

Whatever happened to Amelia Earheart?

Who holds the stars up in the sky?

Is true love just once in a lifetime?

Did the captain of the Titanic cry?


Oh, Someday we’ll know

If love can move a mountain

Someday we’ll know

Why the sky is blue

Someday we’ll know

Why I wasn’t meant for you...

Does anybody know the way to Atlantis?

Or what the wind says when she cries?

I’m speeding by the place that I met you

For the ninety-seventh time...Tonight


Someday we’ll know

If love can move a mountain

Someday we’ll know

Why the sky is blue

Someday we’ll know

Why I wasn’t meant for you...

Yeah, Yeah, Yeah, Yeah


Someday we’ll know

Why Samson loved Dalilah?

One day I'll go

Dancing on the moon

Someday you’ll know

That I was the one for you....