sexta-feira, 15 de junho de 2012

Sobre meu amor

Nasci para ser amante. Preciso amar. Amo sempre e amo muito!
Amante nunca é amada. Ao menos não como deveria, não como gostaria...
Ser amante, contudo, não indica a possibilidade de não ser amada. Indica iniciativa.
Ser amante é ser ativa. Ser amada é ser passiva.
Ser passiva é estar preparada para algo que pode não acontecer.
Ser ativa é tentar fazer com que algo aconteça. E como diria o poeta "eu adoro um amor inventado".
E é por opção que o meu amor amante se faz sempre apaixonado. Vai coração! Vai amar!