quarta-feira, 25 de julho de 2012

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Constelação

Pode ser que tudo volte ao normal quando as férias acabarem. Pode ser que mude amanhã ou daqui a alguns minutos. Mas pode ser que dure para sempre. Ou vai que nada mudou, de fato.

Mistério!

Eu que sempre me achei Lua, quis dessa vez ser Estrela. Pedi humildemente que pudesse ser luz e alegria. Quis ser amor. Quis brilhar, quis ser mais forte, ter menos medo e mais coragem. Quis, mais do que tudo, sentir menos culpa.

De tudo isso, o que consegui não sei. Fato é que me sinto mais alegre. Durmo melhor e acordo mais bem disposta. Como melhor, corro mais, nado mais. Sinto uma enorme vontade de ter alguém por perto, de compartilhar, de servir, de me arrumar, de estudar, de cozinhar...

Sinto-me sim responsável, mas responsável só pelo que fiz de errado e nada mais. Sinto também vontade de reparar o erro, de correr atrás do prejuízo e, ao mesmo tempo, sinto que é necessário ter paciência. Que tenho que "deixar agir".

Renovei a fé. Em mim.

Aprendi que olhar para o sol e respirar fundo após chorar MUITO é uma cura! Por mais clichê que isso possa parecer. Cura! Dá forças.

Agora, parece que tenho o mundo brilhando em minhas mãos. Me dando ainda mais força e vida. E tudo o que eu menos quero é decepcioná-lo.

Que brilhe!