domingo, 15 de março de 2015

Não desço!

Se a gente sobe no muro e observa bem, vê com mais precisão o que tem à direita e à esquerda. E se a gente não desce do muro é porque ainda não sabe em qual lado vale mais a pena estar.

Desço quando convier e torno a subir se o que houver lá em baixo for baixo. Pra onde o nariz aponta vejo baixaria. Eu não desço! Nem de nível, nem do muro. Porque sou sábia e ignorante demais, respectiva e simultaneamente. Não desço!

Nenhum comentário: